Rules for whom don't think

RULES FOR WHO DON'T THINK: IF YOU DON'T LIKE WHAT I HAVE WRITTEN HERE: DON'T COME YOU HERE! EASY LIKE THIS!

Sunday, September 30, 2007

Samba...quer aprender???


Get this video and more at MySpace.com
Quem dança seus males espanta!
Dançar é divertido, faz bem para o corpo e mente, melhora habilidades sociais e ainda ajuda a manter a forma.


A adaptação do famoso ditado popular nunca foi tão verdadeira. Em tempos de excesso de tarefas, informação, trabalho e, em contrapartida, pouco ou nenhum tempo livre, encontrar atividades que dêem prazer e façam bem à saúde é valioso.

À primeira vista, a dança parece uma atividade física como qualquer outra. Mas não se deixe enganar: dançar faz bem ao corpo e à mente. O exercício, quando praticado regularmente, relaxa, emagrece, desenvolve a coordenação motora, fortalece o coração e modela o corpo.

O gerente de qualidade Ricardo Homsi, praticante e entusiasta da street dance – modalidade inspirada nas danças de rua americanas – encontrou muitos pontos positivos na atividade: “Dançar ajuda a vencer a timidez, a pessoa fica mais desinibida corporal e psicologicamente. No final desse ano tivemos uma apresentação e dancei em um palco diante de mais de mil pessoas. Não há timidez que resista a essa prova de fogo. Além disso, é uma forma de socialização bastante positiva porque não há competição, ao contrário de outros esportes”. Ricardo notou mudanças também em seu corpo. “Percebi que a dança afinou minha silhueta e cintura, além de fortalecer minhas pernas”.

Ana Paula Nicolau “Dançar não é apenas um exercício, é necessário expressar emoções e sentimentos em uma coreografia. Cada ritmo do flamenco, por exemplo, é uma história, triste ou alegre, que deve ser contada ao público”. As aulas e ensaios são vistos como uma terapia por Ana. “Cada um tem uma vida e personalidade diferentes, mas trocamos experiências e temos que aprender a trabalhar em equipe”.


A designer Thais Ueda “Comecei a dançar por influência de minha irmã e uma amiga e hoje penso em fazer outros tipos de dança. As aulas são muito relaxantes e sempre que posso vou a apresentações de grupos de dança. Acabei conhecendo pessoas e ampliando meus interesses”.

Dançar é ainda uma ótima opção para quem busca o peso ideal, mas é avesso à malhação. Uma aula de uma hora de street dance queima até 500 calorias, o equivalente a mais de uma hora e meia de ginástica aeróbica. Isso é mais ou menos a metade do que se pode consumir diariamente, quando em dieta. É importante lembrar que as calorias gastas praticando cada atividade variam bastante, dependendo da intensidade e do peso corporal do dançarino. Uma aula de flamenco queima 400 calorias, uma hora pulando ao som de axé eliminam 500 e o tradicional tango argentino rende menos 250 calorias por hora.

Entretanto, ao contrário da maioria das atividades físicas, a dança guarda mais do que a promessa de entrar em forma ou de mantê-la. De acordo com Ana, essa não é a principal razão da atividade estar ganhando e mantendo adeptos. “Os resultados que se consegue em uma academia, por exemplo, podem ser percebidos mais rapidamente, mas isso não é o suficiente. Se a pessoa não gostar e não for feliz fazendo aquilo, não funciona. A dança proporciona condicionamento físico, postura e força, mas também é divertida e envolve mais do que apenas perder peso ou desenvolver músculos”.



Ricardo também promete não aposentar a tênis, ao contrário do que aconteceu com as atividades que praticou anteriormente. “Eu começava a praticar algum esporte e me empolgava bastante no começo, mas depois ia relaxando até por fim desistir. Com a dança é diferente, eu vou para as aulas com prazer”.

Sozinho ou acompanhado, dançar faz bem para o corpo, saúde, bem-estar e auto-estima. Procure uma academia de fácil acesso, encontre um ritmo que combine com o seu estilo e pronto. Vamos dançar

No comments: