Rules for whom don't think

RULES FOR WHO DON'T THINK: IF YOU DON'T LIKE WHAT I HAVE WRITTEN HERE: DON'T COME YOU HERE! EASY LIKE THIS!

Tuesday, April 29, 2008

Continuando...

Parte III O Dia...!

Haviamos combinado que Herman se arrumaria em casa, assim ele ficava mais relaxado. Podia jogar seus joguinhos antigaços no computador e ficar tranqüilo.

Enquanto isto, eu e Inês – amiga de super ajuda - (e sempre acompanhadas da Nanda Sapequinha - uma das floristas) labutavamos com alguns probleminhas de última hora. A roupa do Samyr (noivinho com a Bíblia) ficou grande. E como ele vinha da Roça não havia feito provas. Fomos para a Rua atrás de uma nova... ai ai.. problema grande para se resolver em Macaé – Ok, como podem ver: probleminha de nada depois de resolvido.


Neste meio tempo soube que o povo tinha tido uma noite meio agitada na Pousada... Ney minha prima foi parar no Pronto Socorro com labiritite, tia Derça teve uma crise de asma... aiai... apesar dos conselhos de Inês, eu não conseguia ficar sem ir lá ver de perto o que estava acontecendo. Ney eu sinto tanto que a senhora não pôde ir à Igreja. Eu sei o quanto nós duas desejávamos que você estivesse presente.

Você ficou tão perto mas não tava lá. Se cuida em mulher!!! Olha fiz esta foto com seus filhos pensando em você.

Ok voltando ao dia... deixei Ney meio caidinha lá na pousada e ainda sentindo tonturas se ficasse de pé, mas já se sentia sem dores.

Era uma parte triste, mas tinhamos boas também: Mariana e Luis chegaram bem no hotel – ainda que madrugada alta, coitados – Carina que viajara do México e chegaria de madrugada, já estava dormindo na casa da Patrícia, meus avós que dormiram em Campos para descansarem um pouco e devido a chuva anterior, chegaram, passaram em casa antes de irem a Pousada, meu amor os ciceroneou e eles estavam ainda mais encantados com o neto que arrumei para eles... meus avós adoram meu amor! Eles tem outros 29 netos casados além de mim....que devem tá morrendo de ciúmes agora com esta paixão deles por Herman !!! hahahahahah

Bom com todos se encaixando como podiam, voltei da Pousada para casa carregando minha mãe e Samyr para se arrumarem.

Momor almoçou, minha irmã passou para pegar as cópias dos Ritos do Casamento ( que no final acho que foi esquecido em algum lugar), e eu fui finalmente para a casa da Inês onde Glória me arguadava para arrumar-me. Inês como sempre super prestativa, tinha preparado tudo para que ela estivesse a vontade lá, e todos que foram lá se arrumar.

Assim, fiz os primeiros acertos no cabelos e eu sumi de lá de novo para casa, deixando Inês quase arrancando os cabelos com uma noiva tão sem noção assim...rs – acho tava com saudades do meu amor ...rs queria o aconchego dele.

Minha mãe tinha preparado almoço para eles e Samyr, eu tinha feito lanche na casa da Inês e tudo indo a vapor...rs

Bom com a ajuda da Mariana agora já acordada da chegada tarde no Hotel demos uma última revisada nas roupas de Herman, deixei tudo posto na cama para ele e minha mãe deu uma passada a ferro no meu vestido.

Mari levou minha mãe e Samyr para a casa da Inês que já tinha ido pegar Roos para ser arrumada mais a Nanda, olhe elas ai, pertinho making of final...rs


Tomei banho em casa, com redinha no cabelo e tudo, beijei muito meu amor, e já atrasada para o making final, ainda dei uma fugida para falar “oi” com a Cá que tinha chegado de manhã do México na casa da Patrícia.

Bom voltei para a casa da Inês, já não precisava nem falar como ela tava na correria...rs

Mari deu carona para Sophie, a Roos e Nanda já ficaram para irmos juntas no carro, minha mãe e Samyr ficaram prontos, meu amor ligou e nos falamos... e foram para a Igreja.

Alguns incidentes de percurso: O motorista do taxi que pegou meus sogros, estava levando eles para a Igreja errada. A informação ainda não é completa a respeito...rs J Então a noiva aguarda mais um tempinho... para não ficar na porta da Igreja esperando os sogros, o casal Inês e Philippe decide ir a nossa casa nos preparar uma supresa para nosso retorno e a calma noiva aqui, começa a pensar que vai ser chutada da Igreja por estar ficando atrasada... e ai com volta do casal, saem na correria para a Igreja. Justo a noiva que dizia que não ia se atrasar ai ai...












Eu falei antes que não ia contar como um Conto de Fadas não é?! Então vamos primeiro relatar o que saiu fora do planejado sem contar muito a parte do atraso da noiva ...que é muito confusa...:) Tem desde o Motorista do Taxi dos meus sogros, até a chave errada de casa para que encontrássemos de supresa nossa cama cheias de rosas quando voltamos...enfim, vamos para a Cerimônia:

1) Os padrinhos não esperaram a música deles ( tsc tsc – tudo bem Tecladista se virou...repetiu notas e o melhor... eu só fiquei sabendo disto depois quando vi o filme da entrada)

2) As Floristas lindas...mas não jogaram as pétalas... rs

3) Como fui com os padrinhos para a Igreja e não podia ir direto para a porta pois tava todo mundo lá, e os padrinhos precisavam entrar, o carro foi deixado na lateral da Igreja e correram os padrinhos e a noiva ficou meio abandonada no carro. Lu veio salvar, toda empolgada...ei vou dirigir o carro com a noiva até a porta da Igreja (mentira tava empolgada com o carro...rs) – levamos alguns minutos para saber onde era a ignição...detalhe não era uma chave que dava a partida no carro mas um “cartão”.

4) Meu pai tava com a mão no bolso. Ok cochicho no ouvido dele (ele escuta melhor do lado oposto ao que eu estava) dai ele tira a mão do bolso e aperta tanto a minha mão que não aguento...e ai tenho a idéia (gente tudo isto rápido) de pedir a ele para virar a mão para baixo... não funciona, decido: vai apertando minha mão mesmo, a Igreja é pequena...:)

5...6...7) No beijo após a entrega das alianças Herman arrancou o meu véu, muitas vezes a Assembléia não respondia quando o Celebrante esperava...

Claro que quem estava de fora (assistindo a Cerimônia e não se casando) deve ter vistos muitos outros detalhes – mas eu não sou boba de ficar perguntando não é?!..rs

Quando se fala do assunto: Cerimônia do Casamento – tá cheio de cerimonialistas/pitaqueiros ditando regras/pitacos. Olha não me prendi a isto.

Esta coisa de marcar roupas para padrinhos, para não sei o quê? Fala sério!!! Não me chame para testemunhar se você vai tá marcando roupas. Reze pelo o bom senso de todos os seus amigos e vai ser feliz no seu dia, vai!!

Fizemos a relação de entrada da forma que mais nos agradava. Herman quis (para não dizer – exigiu - :) ser o primeiro a entrar logo atrás da entrada da Bíbia com o Samyr... hehê.

E eu ignorei o que quase todo Cerimonialista concorda que a noiva deve ser a única mulher a entrar do lado direito (do pai) e depois ficar a esquerda do marido ( Até a Lady Dy casou assim - a questão da mulher ficar do lado esquerdo do homem, vem de que o Cavalheiro a defendia com a espada na mão direira e ainda escoltava a dama com o braço esquerdo), só que pessoal, fala sério, quase todo casamento que vejo que seguem isto, dá uma baita confusão na hora do pai sair e o noivo passar e ai noiva tem que arrastar o vestidão para o lado esquerdo porque até então ela veio do lado direito ai ai não! Para mim regra é: faça da forma mais prática. E não são as tradições e etiquetas que irão fazer o seu “Dia de Princesa”, o que vai tornar este um dia inesquecível é você esquecer tudo isto e outras coisas, e esbanjar bom humor.

Mas tão achando que foi só assim? Nan nani não,não. Só optei por contá-los também ao invés de fingir que o nosso foi “O perfeito” e o de mais ninguém é.

Mas a Cerimônia foi muito bonita, muito especial, foi feita pelo o Seminarista Jayme que nos falou sempre olhando nos olhos, que deu atenção ao fato da família de Herman não falar Português e não deixou que eles apenas acompanhasse nos Ritos traduzidos mas também pediu a Lu para ler no Inglês algumas das leituras, permitiu que nossas irmãs fizesse uma das leituras nos dois idiomas (Holandês e Português), convidou os padrinhos a lerem as leituras principais. Destacou o fato dos meus avós terem 63 anos de casados quando ele entraram com as alianças.

O que claro emocionou ainda mais nossos vovôs.

Desde a entrada na porta da Igreja, parece que você ganha um outro coração. Porque bate tão acelerado...e ao mesmo tempo parece tão em sintonia que é como se fosse dois em um. Cada olhar na Igreja me enchia de alegria. Cada rosto visto, era uma confirmação de estar feliz. Mesmo as pessoas que eu tinha certesa que estariam alí, vê-las naquele momento, se fazia mais especial. Reconheci cada pessoa e me enchia a cada sorriso que recebi de mais felicidade.

Vi amiga barriguda e que me dizia que ia dar a Luz lá no altar na hora do casamento...

Ai Zu, não imagina como lembrei desta brincadeira quando te vi. E claro que soltei um: Aí barrigão!

Ela sabia que a foto pegou eu justamente falando isto. Riu... mas disparou a pressão depois...Pô Zu, assim nem foi na festa.Mas amiga, foi tudo de bom te ver.

Depois de alguns passos eu já via Herman e tudo que mais eu queria era saber naquele momento que ele estivesse sentindo como eu. Mas quando eu cheguei perto eu sabia exatamente como meu amor estava.

E querem uma outra boa notícia?! Não estava mais chuvendo! Tinha Lua!!! Nandinha, eu sei que suas orações foram especiais. Esta minha floristinha me dizia durante todo o dia, que ela tinha certesa que não ia chover na hora. Um momento muito especial do dia foi ouvir suas orações.

Aguardem a parte da festa!

Bom se na Cerimônia já estávamos felizes e quebrando regrinhas... imagina depois! Não teve muita coisa com hora marcada! Fizemos as fotos com o bolo antes para já poder servir em seguida ao jantar. E nem combinava ficar se cercando muito de regras:

Então aguardem ai...que voltando de Dubai conto o resto!!!!

No comments: